“Aprovação das universidades de Catalão e Jataí representam avanço para Goiás”, diz Marcos Abrão

19 de dezembro de 2017

O deputado federal Marcos Abrão (PPS) classificou como um avanço para a educação de Goiás a aprovação, nesta terça-feira (19), pelo plenário da Câmara dos Deputados, dos projetos de lei do Poder Executivo que criam as universidades federais de Catalão (PL 5.271/16) e de Jataí (PL 5.275/16) por desmembramento da UFG. O parlamentar apresentou ao presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), pedido de urgência para que a matéria fosse colocada na pauta de votação do plenário. Agora, ambos os projetos serão encaminhados à aprovação do Senado Federal.

Localizadas, respectivamente, nas regiões sul e sudoeste do estado, as cidades já integravam a Universidade Federal de Goiás (UFG) com os dois mais importantes campi da instituição.

Criados na década de 1980, os campi já contam com estrutura física ampla, mais de 20 cursos de graduação, dez cursos de pós-graduação, vários mestrados e um doutorado cada. Uma densidade que justifica a mudança de status e o ganho de autonomia das universidades.

Durante o encaminhamento do voto da bancada do PPS favorável à aprovação das propostas, Marcos Abrão destacou a necessidade da ampliação da educação gratuita e de qualidade pelo governo federal.

“Hoje conseguimos uma grande conquista para Goiás. Essas duas universidades vão contribuir não só para o avanço da educação no estado, bem como será um ganho na ciência, na qualificação profissional e no desenvolvimento regional. Precisamos lutar, cada vez mais, por uma educação gratuita e de qualidade”, comemorou Abrão.

O parlamentar disse ainda que a criação de Jataí e de Catalão era uma demanda importante para o estado, “ por isso batalhamos junto ao presidente Rodrigo Maia que incluísse os projetos na pauta de votação”, explicou Marcos Abrão.