Deputado defende recursos para construção de conjuntos habitacionais

5 de dezembro de 2018

A Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados discutiu em audiência pública na última semana a responsabilidade sobre a instalação de redes elétricas em conjuntos habitacionais. De acordo com resolução da Aneel os custos com a implantação de redes para distribuição de energia nos empreendimentos passará a ser responsabilidade dos estados e  municípios e não das concessionárias de energia elétrica.

Segundo o deputado federal Marcos Abrão (PPS-GO), “a medida é extremamente prejudicial porque traz mais impacto financeiro para o setor público, que é quem contrata as unidades habitacionais. Com maiores custos, a quantidade de moradias de interesse social será reduzida e nós recuamos no combate ao déficit habitacional e na realização do sonho da casa própria para milhares de famílias que precisam sair do aluguel”, afirmou.

Marcos Abrão é ex presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab) e foi responsável pela contratação de mais de 50 mil casas populares em Goiás. O parlamentar avalia que “além dos gastos com obras de infraestrutura básica das redes de distribuição de energia elétrica,  o setor público sofre com a diminuição dos recursos do orçamento do Programa Minha Casa Minha Vida em 2019. É preocupante a situação do programa hoje e isso afeta a parcela mais necessitada da nossa população”, disse.