“Transparência precisa ser prioridade nos mandatos”, afirma Marcos Abrão

2 de abril de 2018

Questionado sobre a possibilidade de análise de uma terceira denúncia envolvendo o presidente Michel Temer, o deputado federal Marcos Abrão defendeu a transparência na atividade política. “A sociedade não pode mais tolerar atos de corrupção. Ela causa danos irreversíveis ao país porque cerceia o nosso futuro. Eu acredito que os brasileiros precisam de respostas e tem o direito de saber a verdade. Já votei duas vezes pelo prosseguimento das investigações e defendo que transparência seja prioridade nos mandatos”, afirmou o parlamentar durante entrevista à Rádio Sucesso FM na manhã de ontem (02).

De acordo com Marcos Abrão, que preside o PPS em Goiás, “quando o deputado se posiciona e vota em um debate como este, ele está dizendo ali no plenário o tipo de país que quer para o futuro e o nível do comprometimento dele com a população que representa. Nós não estamos pressupondo a condenação de ninguém, mas precisamos agir de acordo com o que a população espera dos seus representantes”, disse.

O parlamentar criticou ainda a distância da classe política em relação à população. “Mais de 90% das pessoas não se sentem representadas pelo Congresso Nacional, isso é muito grave. Nesse ano a população tem a responsabilidade de escolher seus governantes e eu acredito que proximidade é muito importante. As pessoas precisam conhecer seus candidatos, pesquisar sua atuação, cobrar o que não tem sido feito. O agente político não pode ser inacessível”.